avaliação de imóveis

Avaliação de imóveis

Laudo de avaliação de imóveis para finalidades legais

Determinação do valor de mercado para venda ou cálculo do valor do aluguel para locação de imóveis urbanos

Elaboração de laudos de avaliação de terrenos e benfeitorias, edificações e construções das diversas tipologias e vocações, dos segmentos comercial, industrial ou residencial, atendendo os requisitos dos casos de ações judiciais, hipotecas, garantias e penhoras, alienação, dação em pagamento, cálculo do valor do aluguel para locação ou arrendamento - Avaliação patrimonial de imóveis nos eventos de incorporação, fusão, cisão ou dissolução de sociedades, como determina a legislação vigente

Fale conosco Facebook Google+ Whatspp Avaliação de imóveis para imprimir

Laudo técnico para atribuição de valores aos terrenos e benfeitorias residenciais, comerciais ou industriais

Engenheiros peritos avaliadores dedicados à prestação de serviços técnicos de engenharia de avaliações de bens e direitos e de Perícias de Engenharia mecânica e civil - Elaboração de laudos de avaliação de imóveis para determinação do valor das edificações residenciais, comerciais ou industriais e de bens móveis para finalidades legais. Avaliação de casas, apartamentos, prédios, chácaras, sítios, dentre outros ou lotes e áreas industriais, galpões e instalações. Avaliação de imóveis comerciais dos tipos sala comercial, andar corrido, prédio comercial, loja e outros. Laudo elaborado conforme exigências judiciais, fiscais, contábeis e gerenciais para dação em pagamento, valor para efeitos de seguro, valor de liquidação forçada ou de venda forçada, para alienação, garantias e penhoras; cálculo do valor do aluguel para locação ou arrendamento, dentre outras finalidades. Trabalhos executados em cumprimento aos requisitos técnicos estabelecidos nas normas vigentes, atendendo todas as exigências legais, de acordo com cada finalidade a que se destinam.

Graus de precisão e fundamentação dos laudos

Conforme a metodologia de avaliação de imóveis utilizada na elaboração do laudo, o perito avaliador deverá cumprir as recomendações técnicas contidas nas normas, assegurando-se de que o documento emitido possa receber a classificação de laudo de avaliação de imóveis e ser enquadrado nos graus I, II ou III de precisão e fundamentação, segundo o rigor técnico empregado na sua elaboração. Caso contrário, na hipótese de descumprimento de algum requisito técnico, o documento não será considerado laudo de avaliação, podendo ser classificado como parecer técnico ou laudo restrito, sem a fé pública atribuída ao laudo completo, elaborado conforme as recomendações técnicas das normas. Quando se tratar de imóveis urbanos, os requisitos a serem atendidos em cada laudo de avaliação estão descritos no item 9.0 da Norma ABNT NBR 14.653-2/2011 e a especificação do grau de precisão e fundamentação da avaliação é obrigatória quando requerida pelo contratante.

Responsabilidades técnica e civil

Avaliação de imóveis é atividade que envolve responsabilidade técnica do engenheiro perito avaliador junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da circunscrição local. Imprescindível nas avaliações de imóveis que tenham como finalidade o cumprimento de exigências legais, a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), instituída pela Lei Nr. 6.496, de 7 de dezembro de 1977, é obrigatória e assegura ao contratante que o laudo de avaliação foi elaborado por profissional devidamente habilitado, o qual responderá criminalmente por eventuais danos causados a terceiros por culpa ou dolo na execução dos serviços de avaliação contratados

Ética e legalidade

Praticamos o princípio da ética e da legalidade na emissão de laudos de avaliação de imóveis de qualquer natureza. Pautamos a nossa conduta pelos postulados dos códigos de ética profissional do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (antigo Instituto de Engenharia Legal - IEL) e do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA). Limitamos as nossas ações ao âmbito da nossa habilitação profissional e não assumimos contratos para os quais não estejamos tecnicamente capacitados a executar conforme os limites das normas técnicas e jurídicas. Os laudos de avaliação emitidos são documentos de propriedade do cliente, sobre os quais asseguramos absoluto sigilo.


Avaliação de imóveis urbanos - o que considerar na elaboração do laudo

Definições dos elementos formadores de valor dos bens imóveis

Definição de bens imóveis

De acordo com o Código Civil Brasileiro, são os bens definidos conforme abaixo:

Art. 79. São bens imóveis o solo e tudo quanto se lhe incorporar natural ou artificialmente.

Art. 80. Consideram-se imóveis para os efeitos legais:

I - os direitos reais sobre imóveis e as ações que os asseguram;

II - o direito à sucessão aberta.

Art. 81. Não perdem o caráter de imóveis:

I - as edificações que, separadas do solo, mas conservando a sua unidade, forem removidas para outro local;

II - os materiais provisoriamente separados de um prédio, para nele se reempregarem.

As normas brasileiras da ABNT que estabelecem os procedimentos de Avaliação de Imóveis são:

NBR 14653-1 - Avaliação de bens - Parte 1: Procedimentos gerais;

NBR 14653-2 - Avaliação de bens - Parte 2: Imóveis urbanos e

NBR 14653-3 - Avaliação de bens - Parte 3: Imóveis rurais



Composição do laudo de avaliação

Segundo as definições da norma técnica, o perito avaliador deve considerar na elaboração dos laudos de avaliação de imóveis urbanos, os seguintes elementos formadores do valor final do imóvel, exercendo influência sobre os preços de terrenos, construções e benfeitorias:


Laudo de avaliação das propriedades rurais

Aproveitamento eficiente

Aquele recomendável e tecnicamente possível no local, numa data de referência, observada a tendência mercadológica na circunvizinhança, entre os diversos usos permitidos pela legislação pertinente

Contemporaneidade

Característica de dados de mercado coletados em período onde não houve variação significativa de valor no mercado imobiliário do qual fazem parte

Custo de oportunidade do capital

Maior taxa de juros auferível no mercado em outras oportunidades de investimentos concorrentes, em termos de montante investido e prazo, a um dado nível de risco e liquidez

Fator de classe de capacidade de uso das terras

Fator de homogeneização que expressa simultaneamente a influência sobre o valor do imóvel rural de sua capacidade de uso e taxonomia, ou seja, das características intrínsecas e extrínsecas das terras, como fertilidade, topografia, drenagem, permeabilidade, risco de erosão ou inundação, profundidade, pedregosidade, entre outras

Fator de situação

Fator de homogeneização que expressa simultaneamente a influência sobre o valor do imóvel rural decorrente da localização e condições das vias de acesso



Funcionalidade de benfeitorias

Grau de adequação ou atualidade tecnológica de uma benfeitoria em função da viabilidade econômica na unidade imobiliária e na região

imóvel rural

imóvel com vocação para exploração animal ou vegetal, qualquer que seja a sua localização

Situação do imóvel

Compreende a localização em relação a um centro de referencia e o tipo de acesso, do ponto de vista legal e de trafegabilidade

Terra bruta

Terra não trabalhada, com ou sem vegetação natural

Terra cultivada

Terra com cultivo agrícola

Terra nua

Terra sem produção vegetal ou vegetação natural

Valor econômico

Valor presente da renda liquida auferível pelo empreendimento ou pela produção vegetal, durante sua vida econômica, a uma taxa de desconto correspondente ao custo de oportunidade de igual risco

Ressalte-se que, em se tratando de avaliação de imóveis rurais, são consideradas, ainda, as benfeitorias reprodutivas e as não reprodutivas que podem ser benfeitorias voluptuárias, úteis ou necessárias e que a citação de fontes de informações é obrigatória quando se tratar de avaliação atendendo requisitos das ações judiciais


Se preferir, acesse este documento no formato PDF no link Avaliação de imóveis


Home Fale conosco Topo